Strict Standards: Non-static method utf_normalizer::nfc() should not be called statically in /home/lagnosis/public_html/includes/utf/utf_tools.php on line 1783
[phpBB Debug] PHP Notice: in file /includes/session.php on line 1007: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /includes/utf/utf_tools.php:1783)
[phpBB Debug] PHP Notice: in file /includes/session.php on line 1007: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /includes/utf/utf_tools.php:1783)
[phpBB Debug] PHP Notice: in file /includes/session.php on line 1007: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /includes/utf/utf_tools.php:1783)
[phpBB Debug] PHP Notice: in file /includes/functions.php on line 4368: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /includes/utf/utf_tools.php:1783)
[phpBB Debug] PHP Notice: in file /includes/functions.php on line 4370: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /includes/utf/utf_tools.php:1783)
[phpBB Debug] PHP Notice: in file /includes/functions.php on line 4371: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /includes/utf/utf_tools.php:1783)
[phpBB Debug] PHP Notice: in file /includes/functions.php on line 4372: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /includes/utf/utf_tools.php:1783)
O escândalo da ENTERRADORA : A gnose develada em Português
  
Fecha actual Mar Abr 25, 2017 12:51 am

Todos los horarios son UTC - 5 horas [ DST ]




Nuevo tema Responder al tema  [ 2 mensajes ] 
Autor Mensaje
 Asunto: O escândalo da ENTERRADORA
NotaPublicado: Lun Ago 26, 2013 12:01 pm 
Desconectado

Registrado: Jue Ago 22, 2013 6:29 am
Mensajes: 46
Saudações novamente a todos leitores, em especial Khaos pelas palavras que expressou.

Sem dúvida, qualquer contribuição que seja feita aqui é pequena comparada as décadas de mentiras e farsas que
já foram progagadas enqanando aos incautos de vários países.


Um dos maiores casos de hipocrisia é o chamado "Escândalo da Enterradora".

No youtube encontramos aúdios referentes a esse fato, basta procurar.


Quetzaltrouxe luz a esse escândalo em 2010, e agora coloco em português para que mais pessoas possam ter acesso aos
fatos relatados.



“Os traidores, os inimigos, se agarrarão aqui para difamar ao Mestre e tratá-lo como adúltero.
(…) sem conhecer verdadeiramente eles o que são as Leis divinas, suas regras e suas ordens estritas que eles dão,
quando é uma ordem é uma ordem, e essa ordem se cumpre ou se castiga.

Então o Mestre já para evitar um castigo teve que tomar a outra esposa para terminar seu labor ou su Obra que estava
realizando dentro de si e poder já abandonar seu corpo".

Joaquín Amórtegui, alias “mestre” Rabolú.



O escândalo “A Enterradora”


Em "o Mistério do Áureo Florescer", Samael fazia, pela primeira vez, menção da figura da “enterradora”, a qual era a consequencia karmática do adultério. Sem dúvida, Gómez declaraba haver por fim evitado o deslize e vencido em sua prova inicíatica de fidelidade conjugal.

Samael Aun Weor "o Mistério do Áureo Florescer escreveu:
Litelantes como sempre esteve a meu lado suportando pacientemente todas essas sandices de meus tempos de Bodhisattva caído.
Em chegando o outono da vida em cada reencarnação, confeso sem circunlóquios, que sempre tive de marchar-me com a “enterradora”, quero referir-me a uma antiga iniciada pela qual sempre abandonava a minha esposa e que em uma e outra
existência cumpriu com seu dever de dar-me sepultura cristã.

No entardecer de minha vida presente, voltou a mim essa antiga iniciada; a reconheci de imediato, porém como queira que já não estou caido a repudiei com doçura; ela se afastou aflita.

Joaquín Amórtegui oferecia uma explicação muito similar a exposta previamente por Samael. Com a morte mística, a aniquilação do ego, o problema terminava.

Rabolú em Perguntas Esotéricas Particulares escreveu:
Suponhamos agora um exemplo, é um exemplo que vou colocar, que eu visse que minha esposa já nã serve para o trabalho, não?
Me surge outra mulher que serve para trabajar, para continuar este ciclo de tempo de vida que tenho.

Na próxima, volto e me caso com minha esposa (P.- Com a primeira?) Sim!, a mesma época volta e surge a outra, no mesmo problema com a esposa minha e então surge a outra, e assim segue uma cadeia irrompível. Somente se rompe quando se começa a morrer, então a Morte é o único que transforma esse circulo, a Morte. Do contrário segue escravizado no mesmo.

P.- Assim que ao começar a Morte se perde a ação da “Enterradora”, que já não volta a aparecer?

R.- Já não volta a aparecer porque já desintegrou esse defeito, então fica desfeita a Lei da Recorrência.
Quebrou esse link e já pode seguir seu trabalho sem eese problema.

P.- Com a esposa?

R.- Com a esposa. Já fica abolido isso, um elo em uma grande cadeia que já desapareceu; então já segue como vinha, com sua esposa”. (…)

Se não rompe a Lei da Recorrência, segue escravizado com a “Enterradora”. Sempre em todas as vidas lhe vai a sair a mesma, a mesma; então para isso é a Morte do Ego; para romper a Lei da Recorrência. Então rompendo essa Lei já não volta a suceder isso, por isso o trabalho na Morte é indispensável.


Sem dúvida outra versão da enterradora foi abrindo passagem no discurso de Amórtegui, principalmente em conferências e livros como “Águia Rebelde”; de acordo a alguns autores, por exemplo José Lopez Bellas (Um estudo de antropologia social das organizações), este argumento foi exposto em princípio somente ante determinadas assistências, finalmente seria a versão oficial do ocorrido:

Rabolú em Pela Juventude, no 25 Ano de Aquário escreveu:
O karma do adultério, ou seja, contra o Espírito Santo, o cobram as hierarquias ou a Grande Lei, é o último karma que lhe cobram ao iniciado em todo o processo iniciático, quando já o Iniciado quer dar o último passo então lhe sai o karma contra o Espírito Santo, que é o adultério e esse karma o tem que pagar aqui e agora, esse não o vão a cobrar em nenhuma outra parte senão aqui. O que acontece?, nesses momentos esse mestre, porque já é um grande mestre, quer dar o grande passo, o último passo para chegar ao final, a senhora não lhe serve para praticar a transmutação, não se presta ou se rebela, ou o que seja, porém não se presta para a transmutação, não pode conseguir outra mulher senão tem que aguentar-se até que o karma se cumpra; isso tem um lapso de tempo não definido tampouco, senão para cada pessoa segundo haja abusado aqui no mundo físico tem também um karma além, assim se lhe prolonga. (…)

A Enterradora por exemplo é, quando chega o Iniciado a pagar o pecado contra o Espírito Santo; então tem sua esposa o Iniciado, porém a esposa não se presta para praticar a transmutação.

Então fica, não pode conseguir outra porque cai em adultério, a senhora não se presta para a prática, então fica de mãos para cima o Iniciado aqui; e aqui por exemplo, quando já passa essa prova que já lhe definem, já lhe tiram a senhora e lhe aparece a outra, a que poderíamos chamar a “Enterradora”, que é a que serve de instrumento para terminar sua etapa o Mestre, é a que serve como um instrumento.

Tal como lhe sucedeu ao Mestre Samael, exatamente igual e todo Iniciado tem que passar por isso, todo, porque todos devemos o pecado contra o Espírito Santo, que é o pecado mais grave, e esse pecado não o vai a pagar com Três Fatores; esse o paga tal como o fez. Se pecou contra o Espírito Santo pelo adultério, então quando chegue a pagar esse Karma, não pode adulterar porque se vai de uma vez a pique, se converte em um demônio e não pode deixar a senhora, nem nada. Isso não tem um lapso de tempo determinado senão de acordo ao Karma que traga se prolonga ou é curto o trajeto. Porém é aqui onde lhe aparece a Enterradora, a que lhe serve de instrumento ao Iniciado para terminar seu Camino; esse é o conto da "Enterradora”.

Amórtegui afirma estar presente no solene juízo astral e nos explica como se desenrolou felizmente para os propósitos de Gómez, ao qual se lhe dava, por fim, carta branca para o adultério.

Rabolú em Pela Juventude, no 25 Ano de Aquário escreveu:

Eu como juiz do Karma fui testemunha presencial de todos os debates que se fizeram no tribunal referente ao caso do M. Samael, não houve somente um debate, houve muitos.


Rabolú em Águia Rebelde escreveu:

Isso do Mestre Samael fui uma quantidade de debates que houve no Tribunal, porque ele tinha um lapso de tempo de 3 ou 4 anos sem unir-se sexualmente com a mulher, porque ela não servia ou não se prestava; quando o Congresso em Guadalajara eu o comprovei. (…)

Então, no Tribunal lhe dizíamos ao Mestre pegasse a outra mulher porque já não havia adultério, já tinha como 3 anos de
separação, já não havia adultério, para que terminasse sua Obra. Então ao Mestre lhe dava medo que fosse cair em um castigo, então se aguentava e se aguentava assim sem nada, até que lhe apareceu a enterradora; e todavia apareceu a enterradora e sem dúvida, não queria o Mestre porque lhe dava medo, temor, até que teve o último debate que se fez lá, e estava a esposa, a Enterradora e todo o Tribunal. Então se lhe ordenou ao Mestre pegar a Enterradora, já era ordem da Lei e ele como estava temeroso, então o ameaçamos: Cairia em um castigo terrível se não pegasse a outra esposa para terminar sua obra. Porque estava estancado, ele chegou aqui e não podia passar, porque lhe faltaba terminar.
Então essa noite, ao fim o obrigamos, obrigado!

Amórtegui demostrava possuir um conhecimento profundo das divinas licenças maritais, e inclusive demonstrava sua
superioridade afirmando que ele sim trazia todas as lembranças do vivido no plano astral.

Rabolú em Águia Rebelde escreveu:

Então Dona Arnolda passou as lembranças porém muito vagas, ela se lembra de que viu a outra, tudo; então me chamou
na manhã e me dise: “Bom, o que aconteceu a noite?”, então me tocou fazer-me de louco, e lhe disse:
“eu não sei do que você me fala”;

(Dona Arnolda) “não, o que definiram, o que houve ao fim com essa outra mulher, que no sei o que”.

Lhe disse: “porém você me está falando de uma coisa que eu não sei”, e me tocou fazer-me de louco, porque ela me queria
tirar; então lhe disse:

“Não, eu não soube o que pasou nem sei do que me fala você”. Essa vez chorou Dona Arnolda para que eu lhe dissera, e não,
um segredo aqui se diz “Esquadro e Compasso”; Esquadro e Compasso é o que não saia da boca para nada; então ela
ficou, que foi quando já veio o processo do Mestre.

Finalmente, Amórtegui trata por todos os meios de que a história seja o suficientemente convincente para tapar o
escândalo que estava surgindo nesse momento. Toda esta histriônica história tinha que servir para deixar bem claro que
Don Víctor Manuel Gómez estava obrigado pela lei para buscar outra mujer com a que praticar sua “magia sexual”…

Rabolú em Aclarações ao Matrimônio Perfeito escreveu:

Então quando em Guadalajara, o Congresso, eu citei a Dona Arnolda porque o Mestre me havia dito dos 6 anos que
tinha de separação de corpos; então eu chamei a dona Arnolda na suite onde estava eu, para falar com ela e eu
fui muito franco.

Lhe disse: “Bom, Dona Arnolda, eu não vou, isto não é uma conferência nem muito menos; quero que você me certifique o
que me disse o Mestre. É verdade que vocês tem seis anos de separação de corpos?
E me disse: “Sim, realmente sim”;

lhe disse: “Bom isso era o que eu necessitava saber” porque vocês sabem que o ego nos mete em dúvidas;

então isso foi uma comprovação que eu fiz ali com ela, de que sim era certo.

Porém por ali as pessoas, os estudantes ou as pessoas que não conhecem de esoterismo diziam:

“Que adúltero, que havia caído em adultério” e não, ali não houve adultério, ali não houve nenhum adultério.

Antes ele o fez obrigado, porque já nós lhe fomos em cima para que terminasse sua Obra;
sim, ele foi obrigado, porque houve ameaça contra ele, seria severamente castigado se não pegasse a outra senhora,
que é a enterradora, para terminar sua Obra. Está entendido?





_________________

Nesse episódio temos um poço sem fundo de incoerências:

1 - No "Matrimônio Perfeito" temos que o arcano se pratica em lares "legitimamente constituídos":

Inclusive é ensinado na maioria dos cursos para iniciantes que essa é uma condição indispensável para tal prática.

Fica claro que Gomez seguiu residindo com Dona Arnolda enquanto serviu-se da Enterradora.

2 - Gomez em alguns livros, como por exemplo 'Medicina Oculta", exalta o fato de D. Arnolda estar desperta nos mundos

superiores, dominar a ciência jinas, e até mesmo na sua grande iniciação, descrita em As Três Montanhas", enquanto ele

Gomez teria tido uma noite terrível e não lembrava da própria iniciação, ela ao acordar lembrava tudo.


Então fica a pergunta: quem mentiu, Gomez ou Amortegui?

Pois Amortegui deixa claro em seu relato que Arnolda estava "dorminda" no astral...


Aqui cabe uma consideração óbvia: na disputa pelo poder "patriarcal", devido a vacância decorrente do falecimento

de Gomez, herdeiros mexicanos e colombianos disputavam a primazia de liderar o "povo".


Amortegui com sua história fez como se diz no ditado: "matou dois coelhos com uma cajadada só".

Ou seja, não somente JUSTIFICOU o adultério de Goméz como também REBAIXOU sua oponente mostrando-a como dormida.

Muito astuto... : )


Conheço pouco sobre D. Arnolda, mas sei que Amortegui, que esteve no Brasil no final dos anos 80 fumava regularmente.

Não foi capaz de eliminar o "eu do fumo", algo que já tinha sido observado em Blavatsky.


3 - Amortegui não tem a menor vergonha em admitir publicamente aos discipulos que mentiu, ou seja, "se fez de louco".

Então claramente não tinha a essa altura eliminado o "eu da mentira"?


Convido a que visitem o comentário de Maxalba ao final do post original em espanhol.


Arriba
 Perfil  
 
 Asunto: Re: O escândalo da ENTERRADORA
NotaPublicado: Jue Ago 18, 2016 1:03 am 
Desconectado

Registrado: Dom Ago 07, 2016 10:29 pm
Mensajes: 21
Pues sí. Los errores se disfrazan, se arreglan, se justifican románticamente, se muestran como virtudes para ser aceptados, promovidos y practicados.


Arriba
 Perfil  
 
Mostrar mensajes previos:  Ordenar por  
Nuevo tema Responder al tema  [ 2 mensajes ] 

Todos los horarios son UTC - 5 horas [ DST ]


¿Quién está conectado?

Usuarios navegando por este Foro: No hay usuarios registrados visitando el Foro y 1 invitado


No puede abrir nuevos temas en este Foro
No puede responder a temas en este Foro
No puede editar sus mensajes en este Foro
No puede borrar sus mensajes en este Foro
No puede enviar adjuntos en este Foro

Saltar a:  
cron
Powered by phpBB © 2000, 2002, 2005, 2007 phpBB Group
Traducción al español por Huan Manwë para phpbb-es.com
phpBB SEO